A pressa passa as consequências ficam

por | 5 fev, 2019 | Inclusão, Turismo Adaptado | 2 Comentários

O novo filme do Detran e Governo do RN criado pela Executiva Agência de Comunicação, utiliza estética e recursos de cinema para ilustrar o tema “A pressa passa, as consequências ficam”, voltado aos motociclistas. Para criar a peça, que reproduz a atitude precipitada de um piloto no trânsito, a agência tomou por base o alto índice de acidentes que envolvem esse tipo de veículo em situações de alta velocidade e imprudência.

Campanhas educativas como essa têm uma importância fundamental para a saúde pública. Os números apontam que cerca de 80% das entradas nos hospitais de emergência são de pessoas envolvidas em acidentes com motocicletas. A campanha, além de certeira no quesito “mensagem”, é muito necessária à conscientização daqueles que andam sobre duas rodas.

O esforço de conscientização começa a se refletir em estudos como o divulgado recentemente pelo Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, que apresenta um comparativo entre os anos de 2016 e 2017 e constata que o número de pessoas acidentadas com motos foi reduzido de 8.729 para 8.010 – indicando diminuição de 719 ocorrências. Além de vidas poupadas, a redução significa economia para a saúde pública.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

2 Comentários

  1. Josino Eduardo Luiz

    É MUITO TRISTE SABER DE UM PERCENTUAL TÃO ALTO DE PARAPLEGIA.

    Responder
    • Ricardo Shimosakai

      As principais causas da lesão medular são acidentes automobilísticos (carro e moto) e ferimento por arma de fogo (tiro)

      Responder

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This
%d blogueiros gostam disto: