Acessibilidade no Carnaval de Rua

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

22 de agosto de 2022

Acessibilidade no Carnaval de Rua. O Carnaval é a maior festa popular do Brasil, e bastante inclusiva, pois atinge a todos os tipos de pessoas, independente de classe social, escolaridade ou localização. Porém, os tradicionais desfiles de escolas de samba, são restritos, pois a capacidade dos locais é limitada, como os Sambódromos de São Paulo e Rio de Janeiro. Então para popularizar ainda mais o Carnaval, os blocos de rua voltaram a ter força, que é na verdade o formato de como o carnaval surgiu.

Começaram pequenos, somente com um grupo de pessoas e uma banda, mas agora já há blocos com milhares de pessoas estruturados com modernos trios elétricos. A vantagem é que são vários blocos espalhados por diferentes locais da cidade, facilitando o acesso até eles, e também como são na rua, o espaço é ilimitado. Pensando na acessibilidade, é importante ver por onde o bloco vai passar.

É preferencial ter ruas planas, bem asfaltadas e amplas, geralmente características de grandes avenidas. Isso facilita bastante o trânsito de pessoas com deficiência física e visual. Disponibilizar banheiros químicos acessíveis e bem localizados, também pode ser fundamental para a tomada de decisão do folião em participar da festa.

Existem blocos carnavalescos inclusivos com a participação de pessoas com deficiência e muita alegria. O vídeo mostra o Bloco do Sargento Pimenta acompanhado da Oficina da Alegria e da banda bangalafumenga que teve no seu trio elétrico intérpretes de Libras

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });