Acessibilidade no Museu Mais Doce do Mundo

por | 31 dez, 2019 | Lazer e cultura acessível | 0 Comentários

O Museu Mais Doce do Mundo é uma proposta interativa para que os visitantes possam nadar em uma piscina de marshmallow, tirar fotos com donuts gigantes e outras delícias gastronômicas.

Em São Paulo, a exposição não foi em um museu, mas em uma casa que já tinha sido um show-room de uma marca de eletrodomésticos. O local é um sobrado com degraus na entrada, tentaram preparar o local para acessibilidade colocando plataformas elevatórias e rampas, mas várias coisas ainda falharam.

Não só na estrutura do local, mas na proposta da própria exposição. Havia muitas crianças, então porquê não colocar um desses donuts gigantes numa altura mais baixa, para que os pais não precisem levantar elas para fazer a pose para a foto? Do mesmo jeito estariam pensando em pessoas de baixa estatura, ou até mesmo cadeirantes.

Muitos são os detalhes que só um olhar experiente consegue apontar. Adequar para acessibilidade não quer dizer necessariamente ser algo difícil, demorado e caro. No exemplo que eu dei, é muito fácil fazer, demora minutos, e não custa nada! Ainda assim, muitos ainda tem resistência em contratar minha consultoria, infelizmente.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This