Escolha uma Página

Acessibilidade no site do Visite São Paulo. Recursos para deficientes visuais e auditivos.

por | 25 set, 2018 | Tecnologia assistiva | 0 Comentários

Acessibilidade no site do Visite São Paulo. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Instituto Pró-Livro e IBOPE, 19% da população brasileira possui algum tipo de deficiência visual, assim como 30% sofre de vista cansada e 25% são analfabetos ou semianalfabetos. Somando ao crescimento do consumo de audiobooks e podcasts, o VISITE SÃO PAULO, em parceria com a Audima, passa a oferecer acessibilidade em áudio para seu site e blog.

“A internet é o maior gerador de conteúdo do mundo e milhões de pessoas sofrem com dificuldades de visão ou de leitura. Ou seja, existe muita informação online disponível e há uma grande parte da população que não os acessa”, comenta Luiz Eduardo Pedroza, co-fundador da Audima, startup que passou por uma aceleração na GSVlabs, no Vale do Silício (EUA), em parceria com a Google Launchpad. “O nosso propósito é que um dia todo o conteúdo escrito da internet esteja disponível também por meio de áudio. E nossa missão é ajudar os sites a gerarem essa inclusão digital”, completa.

Atenção merecida para deficientes auditivos e visuais

Toni Sando, presidente executivo do VISITE SÃO PAULO, explica que a parceria com a Audima dá continuidade ao projeto de acessibilidade de conteúdo que a entidade já possui. “Iniciamos com o associado Hand Talk, ferramenta que começou a traduzir para Libras (Língua Brasileira de Sinais), o nosso site. Em pouco tempo, passou também a traduzir o blog.visitesaopaulo.com e a agenda de eventos, presente no lobby e quartos dos hotéis, veiculada pela VISITE SÃO PAULO TV. Com a Audima, buscamos tanto incluir um novo público quanto se adequar às tendências de consumo de conteúdo digital”, explica.

“O VISITE SÃO PAULO, além de reunir informações do mercado de turismo, é uma referência no segmento e, ao aderir à democratização do acesso à informação, ajuda a tornar este mercado mais inclusivo. Sites de turismo que se tornam acessíveis demonstram a preocupação com a acessibilidade e inclusão digital ao oferecer os seus conteúdos em formatos mais acessíveis e se posicionam como inovadores no mercado”, finaliza Pedroza, da Audima.

Fonte: Hotelier News

Compartilhe pelos ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página!

0 comentários

Deixe uma resposta

Assine!

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Conheça a acessibilidade na CCXP

A CCXP é o maior festival de cultura pop e geek do mundo. Criada no Brasil em 2014, com inspiração na pioneira San Diego Comic-Con, nos Estados Unidos, são quatro dias de painéis e bate-papos com grandes astros de séries, filmes, TV, games, anime, RPG e música, além de quadrinistas, produtores e criadores de conteúdo.

ler mais

Pin It on Pinterest

Shares
Share This