Blitz de cadeirante. Humor no canal Parafernalha.

por | 2 jan, 2020 | Turismo Adaptado | 2 Comentários

Canal Parafernalha satiriza uma situação onde a polícia faz uma blitz e para um cadeirante para averiguação. Pedem habilitação e o documento do carro como se a pessoa fosse um motorista e a cadeira de rodas um veículo.

Suspeitando que o rapaz esteja alcoolizado, pedem que ele ande em linha reta para provar que está sóbrio. Como ele não obedeceu às ordens dos policiais, seu “veículo” foi apreendido.

É claro que todos esses absurdos é que fazem a situação ficar engraçada. Nos comentários, parece que algumas pessoas criticaram dizendo ser preconceito. Mas vários cadeirantes comentaram em defesa, dizendo que não há nada de mal no vídeo, afinal não estão rebaixando a moral do cadeirante. Na verdade a situação coloca os policiais como ignorantes.

Mas isso seria um desrespeito à polícia? Na verdade, o humor sempre vai atacar ou ironizar alguma situação. Nesse contexto, algumas pessoas podem se sentir ofendidas ou humilhadas. Mas é preciso da compreensão de todos, e permitir que essas “zoeiras” sejam feitas, afinal se tudo fosse tão educadamente feito, não existiria o humor.

Esta é uma polêmica que surgiu não faz muito tempo, e que agora questionam, qual o limite do humor? Humoristas defendem dizendo que, antigamente era livre e muito engraçado chamar de preto o ator Mussum no seriado Os Trapalhões, e todo mundo achaca graça. Hoje isso já não é mais “politicamente correto”.

Na verdade, tudo depende da situação onde é colocada. De forma descontraída, a própria pessoa com deficiência brinca com sua condição ou de colegas, colocando a deficiência como o ponto central da piada. Quem sabe isso seja até um recado, querendo dizer que a deficiência não é uma tragédia, e que pode ser levada na brincadeira.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

2 Comentários

  1. Liliana Carrera Chiguay

    Que isso não se repita!!!as forças armadas,os servidores de qualquer uma instituição pública devem ser formados nos direitos das pessoas com necesidades especiais .A falta da educação da….isso!que não deve se repetir! (Parabéns aos envolvidos nesta campanha de divulgação,concientização)

    Responder
    • Ricardo Shimosakai

      A sociedade num geral ainda não sabe como lidar com pessoas com deficiência. Mas isso é necessário, então falta colocar informação, primeiro nos locais de educação, pois é ali que as pessoas vão aprender sem necessariamente fazer uma escolha, e daí o processo é mais rápido e eficiente

      Responder

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This
%d blogueiros gostam disto: