COMO TUDO COMEÇOU

Da América do Norte, passando pela Polinésia até a Groenlândia, os caiaques tiveram diferentes utilidades históricas. Usados inicialmente para caça e pesca, eram feitos com pele animal esticada sobre uma estrutura de madeira. Corridas de canoagem tornaram-se mais populares no início do século XX, e os anos 1930 foram cruciais para expandir sua popularidade. A canoagem velocidade fez sua estreia oficial nos Jogos em Berlim 1936, e, desde então, tornou-se permanente no programa Olímpico.

A canoagem Paralímpica teve seu primeiro Campeonato Mundial realizado em 2010, na Polônia, e é uma das disciplinas a estrear no programa Paralímpico no Rio 2016. Por ser muito recente, a disputa ainda é restrita a atletas com deficiências físico-motoras.

SOBRE A COMPETIÇÃO

Enquanto nos Jogos Olímpicos as provas acontecem em dois tipos de barco, canoa e caiaque (identificados pelas letras C – canoe, em inglês – e K – kayak –, respectivamente), nos Jogos Paralímpicos haverá apenas eventos em caiaques. As provas são em percursos de 200 metros, em linha reta, e vence o atleta que completar a distância no menor tempo.

Os eventos começam com cinco baterias, cada uma com dois barcos. O vencedor de cada bateria avança diretamente à final, com os demais competidores avançando às semifinais. Em seguida, os três melhores classificados nas semifinais disputam a final. Existem três classes funcionais nos eventos de canoagem Paralímpica: KL1 (soma de três pontos), KL2 (quatro a sete pontos) e a KL3 (oito ou nove pontos). No sistema de classificação funcional, o atleta obtém pontuação de acordo com o seu potencial de movimentação de pernas, tronco e uma avaliação na água durante a remada. Quanto maior a pontuação, maior o potencial funcional do atleta.

VOCÊ SABIA?

Tetracampeão mundial, bi no Pan-Americano e tri no Sul-Americano, o paulista Fernando Fernandes ficou conhecido por participar de um reality show antes de sofrer o acidente que o deixou paraplégico.

Para ter informações mais completas a respeito desta modalidade e qual a melhor maneira de assisti-la nos Jogos Paralímpicos, baixe o guia a seguir clicando no link Rio 2016. Guia do espectador – Canoagem Velocidade

Fonte: Rio 2016

Pin It on Pinterest

Shares
Share This