Elevador ajuda a superar ladeira na Noruega. Criado para ciclistas, mas o uso é livre.

por | 4 dez, 2019 | Tecnologia assistiva | 0 Comentários

Em Trondheim, cidade da região central da Noruega, os ciclistas contam com uma pequena ajuda para enfrentar os 130 metros da ladeira Brubakken. O local é sede do Trampe, primeiro e único elevador de bicicletas do mundo, inventado por Jarle Wanvik em 1992.

Durante os 20 anos em que esteve em operação, o elevador ajudou mais de 200 mil ciclistas. Um detalhe interessante é que não apenas quem estava de bicicleta, mas também pessoas com patinetes e mães com carrinhos de bebê. Nenhum acidente foi registrado em toda sua história.

Em 2012, o maquinário foi trocado por um sistema mais moderno e eficiente, batizado de CycloCable. Com velocidade de até 1,5 metro por segundo, o elevador consegue levar 300 ciclistas por hora, sendo que o equipamento suporta até cinco pessoas ao mesmo tempo em diferentes bases. O uso é gratuito.

A empresa responsável pelo novo CycleCable/Trampe quer levar o elevador para outras cidades do mundo.

 

Como funciona

Para usar o elevador, basta posicionar a bicicleta a 10 cm de distância ao lado do trilho. Deve-se permanecer montado, com o pé esquerdo no pedal e o direito na base do CycleCable/Trampe. O peso do corpo deve estar sobre o pé direito, ou seja, o que está sobre a plataforma do elevador. O ciclista recebe uma leve pressão de arranque quando o equipamento começa a funcionar. Durante a subida, deve-se permanecer de pé na bicicleta e as duas mãos no guidão.

Para se sentir seguro e confortável, o ciclista deve inclinar o peso do seu corpo sobre o pé direito e manter a perna esticada para trás. Se há dificuldades, basta tirar o pé da plataforma e recomeçar.

Ao chegar à estação de saída, o ciclista precisa apenas retirar suavemente o pé da plataforma e continuar em movimento pedalando. Veja abaixo Jarle Wanvik, criador do CycleCable/Trampe, explicando como o elevador funciona.

Subida para todos

O projeto foi criado pensando em ciclistas, porém não são somente eles que possuem dificuldade em subir ladeiras. Pessoas com carrinho de bebês, patinetes, skates já passaram a utilizar também. Mas como eu (Ricardo Shimosakai) sempre penso em algo que sirva para todos, fiquei imaginando se isso também poderia ser utilizado por cadeirantes.

O sistema funciona com você apoiando a perna esticada numa espécie de pedal que vai te empurrando ladeira acima. É claro que o sistema precisa ser melhor estudado, principalmente por questões de segurança, mas pensei em algo como, conectar um cabo ente o pedal e a cadeira de rodas, para que ele puxasse até o final do percurso.

Isso me faz lembrar lugares como Morro de São Paulo, conhecida pela sua beleza mas também pelas íngremes ladeiras. A subida é tão forte que existem serviço de carregadores de malas com aqueles rústicos carrinhos de obras. E acreditem, que até idosos são carregados nesses carrinhos, pela falta de infraestrutura para a acessibilidade no local.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This