Lazer, turismo e o Cateterismo Intermitente. Live do projeto Viver Com Incontinência.

por | 19 abr, 2019 | Turismo Adaptado | 0 Comentários

O projeto Viver Com Incontinência convidou Ricardo Shimosakai para fazer uma transmissão ao vivo, também conhecida como live, pela página do facebook e depois disponibilizada no canal do YouTube. A idéia foi bater um papo falando sobre as dificuldades e soluções referentes à prática do cateterismo em situações de lazer e turismo.

Para quem possui incontinência urinária, essa é uma das maiores dificuldades quando se pensa em sair de casa por um período razoavelmente longo. A média de intervalo para a realização do cateterismo é de 4 horas, então dependendo da atividade a ser realizada, como shows, vôos, jantares entre outros, ir ao banheiro para esvaziar a bexiga será necessário.

Para estar preparado, é sempre bom ter material suficiente para o período que vai ficar fora de casa, mas é bem melhor você ter uma quantidade reserva, pois algumas vezes aquilo que você planejou pode demorar um pouco mais. Ou até mesmo, depois de um show com seus amigos, eles resolveram ir comer fora, e daí você precisa estar preparado.

Em algumas situações, você pode não encontrar um banheiro para fazer o cateterismo. E nem todos os banheiros são acessíveis para cadeira de rodas. Geralmente mulheres ou pessoas que dependem de auxílio para fazer o cateterismo encontram mais dificuldade.

“É claro que não é a coisa mais indicada, mas é uma questão de ‘sobrevivência’, mas quando não tem um banheiro, peço ou procuro um espaço reservado, pois não preciso exatamente de um vaso sanitário, faço o cateterismo sentado na minha cadeira de rodas e desprezando a urina em uma garrafinha. Em casos mais extremos, onde nem um espaço reservado eu consegui, eu paro num lugar mais calmo ou encosto num canto, e coloco um pano ou o agasalho que sempre levo comigo e faço o procedimento. Ninguém consegue ver nada, a não ser um movimento por debaixo do pano”, conta Ricardo Shimosakai.

Para ajudar, ainda existem outros recursos como remédios que ajudam a reter a urina na bexiga e fraldas ou absorventes. Além de controlar a ingestão de água em determinadas situações. Mas isso deve ser feito de forma moderada, pois o corpo precisa de líquido para estar saudável.

Mas tenha a consciência de que o cateterismo é como um procedimento médico, que pela conveniência acaba sendo feito pelo próprio paciente. Mas então, todos os cuidados de higiene e realização do procedimento devem ser orientados por um profissional da saúde. Além disso, essas orientações devem ser respeitadas e seguidas, caso contrário infecções e a perda da qualidade de vida serão consequências.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This