Michelle Bolsonaro inclusiva na Argentina

por | 7 jun, 2019 | Inclusão | 0 Comentários

Estreando cabelos mais escuros, provavelmente tingidos de preto, substituindo seu visual loiro, a primeira-dama brasileira chegou na manhã desta quinta (6) à Casa Rosada junto com o marido e foi recebida pelo casal presidencial, Mauricio Macri e Juliana Awada. Imagens de canais de televisão locais mostravam uma Michelle sorridente junto a Juliana Awada, em um breve momento que antecedeu a foto oficial da visita.

Enquanto o marido passou boa parte do dia na sede da Presidência argentina, a Casa Rosada, Michelle participou em Tecnópolis, centro de exposições e eventos do governo, da Cumbre Global de Discapacidad Argentina 2019 (Cúpula Global sobre Deficiência Argentina 2019). Tecnópolis fica a cerca de 18 quilômetros do centro de Buenos Aires e da Casa Rosada.

Segundo organizadores da cúpula, o evento propõe “promover os esforços globais dirigidos à inclusão de pessoas com deficiência, com o princípio superior de fomentar a participação deste coletivo através da expressão fundamental das suas demandas e opiniões, que serão utilizadas dentro do desenho e construção de políticas públicas e na planificação de programas e projetos realizados pelos governos; iniciativas de organizações da sociedade civil; empresas privadas ou outros atores”. 

Presente na abertura do evento, que vai até esta sexta-feira (7) em Buenos Aires, Michelle Bolsonaro discursou e disse que “as sociedades deveriam ser mais inclusivas com pessoas com deficiência”.​

Aplaudida quando se referiu à quebra de protocolo durante a posse do marido, quando ela discursou em Libras, a primeira-dama disse que aquele discurso foi sua prova de “apreço pela população de surdos e por todas pessoas com deficiência”. 

De acordo com ela, essas pessoas “se sentiam esquecidas e excluídas”, afirmou diante da plateia que contava com a presença da primeira-dama argentina, Juliana Awada, e da vice-presidente, Gabriela Michetti, que é cadeirante. A vice-presidente perdeu os movimentos da cintura para baixo após sofrer um acidente automobilístico em 1994. “É necessário atuar para fortalecer o direito das pessoas com deficiência”, disse a primeira-dama brasileira durante seu discurso, que foi seguido de exposições tanto de Michetti quanto de Awada.

Ao terminar sua fala, Michelle se comunicou em Libras com a plateia, no evento que foi transmitido ao vivo pela TV Pública argentina, o Canal 7.

Michelle também fez um tour da Casa Rosada acompanhada pela primeira-dama argentina Juliana Awada antes de participar, junto com o marido, de um almoço oferecido para eles no Museu do Bicentenário, adjacente à Casa Rosada. Foi o último compromisso na agenda de Michelle antes de seguir para o Hotel Alvear, luxuoso e tradicional hotel da cidade de Buenos Aires, localizado no bairro da Recoleta, onde o casal presidencial se hospedou.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This