Reatech 2019. Um balanço do mercado voltado às pessoas com deficiência.

por | 12 ago, 2019 | Inclusão, Lazer e cultura acessível | 0 Comentários

Eu (Ricardo Shimosakai) fui convidado pela empresa Mestres da Hospitalidade, responsável pela cerimônia de abertura, para ser o Mestre de Cerimônias da Reatech 2019. O contato para esse trabalho é fruto do forte relacionamento que eu tenho com o universo acadêmico, especialmente do turismo, pois as coordenadoras da empresa foram direta ou indiretamente minhas professoras, e hoje colegas de mercado.

Por ser um evento com foco na pessoa com deficiência, fizeram questão que o mestre de cerimônia fosse também uma pessoa com deficiência. Minha facilidade para falar em público também ajudou nessa tarefa, além de conhecer pessoalmente a maioria dos convidados homenageados.

Reackathon

A tecnologia está presente como facilitadora em todas as áreas da sociedade, e para a acessibilidade não é diferente. Então na Reatech 2019 foi lançado o Reackathon, foneticamente  parecido com Hackathon que é um evento que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software em maratonas de trabalho com o objetivo de criar soluções específicas para um ou vários desafios.

A palavra hackathon é resultado da combinação entre os termos hack (e especificamente o verbo to hack,no sentido de programar com expertise) e marathon (maratona), tipo de evento bastante comum para startups.

Cerca de 40 mentores e participantes somaram esforços e apresentaram, no último dia de feira, os três projetos considerados mais inovadores e viáveis para o mercado de acessibilidade. São eles o Opus (plataforma que atua como rede social para deficientes e não deficientes, para a troca de informações variadas), o Movimentos Mágicos (óculos que usa recursos de Realidade Virtual para criar um ambiente lúdico para crianças em fisioterapia e terapia ocupacional) e o Narota (aplicativo que usa tecnologia GPS para ajudar deficientes virtuais a mapear seus caminhos e apontar situações positivas e negativas nas rotas em tempo real).

Casa Conceito Arquitetura Acessível

Outra novidade da Reatech 2019 foi a “Casa Conceito Arquitetura Acessível” idealizada para promover a conscientização sobre a relevância da acessibilidade nos espaços e sensibilizar sobre a importância de equipamentos específicos instalados em locais em que irão circular. O intuito do projeto é mostrar não só a importância de que os espaços sejam projetados e construídos já incorporando questões de acessibilidade, mas também que uma casa acessível é um espaço para todos.

A casa é composta por seis ambientes, hall, sala, cozinha, quarto, banheiro e varanda,  que tem como objetivo mostrar algumas barreiras e obstáculos encontrados no dia a dia de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida; suas respectivas adequações; além de trazer de forma conceitual maneiras de se projetar e implementar soluções de acessibilidade, baseadas nas legislações vigentes e normas de acessibilidade. 

O visitante também terá a oportunidade de vivenciar os espaços de uma maneira inclusiva e sensorial. Com os olhos vendados ou em uma cadeira de rodas a pessoa será guiada pela casa, tendo a experiência de sentir as dificuldades encontradas por quem tem algum tipo de deficiência.

Mercado Automobilístico

Uma das grandes forças deste evento, são as empresas voltadas ao mercado automobilístico. Diversas montadoras de carros com estandes enormes, participam expondo seus carros para que as pessoas com deficiência possam conhecer melhor seu espaço e conforto. Diversos desse carros também estão disponíveis para test-drive em uma área externa da Reatech 2019.

Mas além do carro em si, esse mercado é bastante movimentado pela possibilidade de comprar um carro com isenção de impostos. Então auto-escolas com instrutores capacitados e carros adaptados, para tirar a CNH especial. Despachantes especializados em realizar todo o complexo trabalho de requisição da isenção, além das isenções de IPVA, rodízio e cartão de estacionamento.

E complementado essa rede, as empresas que cuidam da adaptação dos carros, desde simples alavancas de aceleração e freio, extensão de pedais para pessoas com nanismo, automatização de câmbios até transformações mais radicais como adequar um carro para que uma pessoa com cadeira motorizada possa entrar e dirigir na própria cadeira. Além disso, as adaptações podem ser também para os passageiros, como plataformas elevatórias para carros, sistemas de fixação de cadeiras de rodas no piso do carro e até guinchos de transferência para carros de passeio.

Eventos paralelos

Aproveitando o foco do evento, muitos eventos com assuntos co-relacionados aproveitam toda a estrutura para realizar também seus eventos particulares. Alguns deles são realizados junto da feira há muito tempo, quase como uma tradição. Alguns são abertos ao público, com palestras diversas, mas há também eventos técnicos voltados a profissionais específicos. O eventos da Reatech 2019 foram:

Curso PET – A Terapia Assistida por Animais incorpora a interação Homem X Animal, num processo terapêutico formal, guiado por profissionais com objetivos específicos. São realizadas atividades práticas e teóricas.

Reasem – Seminário de Tecnologias de Reabilitação e Inclusão. Tecnologias disruptivas viabilizando a comunicação, movimentação e resultados na reabilitação de pacientes.

Reamed – Congresso de Medicina Física e Reabilitação. Tratamentos inovadores para a dor e eficácia nos resultados para reabilitação.

Reashow – Seminário dos Expositores. Oferece ao público acesso a conhecimento técnico, novas tecnologias e oportunidade de negócios.

Tecfisio – Seminário de tecnologias avançadas em fisioterapia, abordada técnicas que podem auxiliar no tratamento de doenças e lesões tais como tratamento neuroevolutivos – Conceito Bobath.

Workshop Equoterapia – aprimoramento técnico no método que utiliza o cavalo, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais.

Esporte adaptado

O esporte é uma atividade com um significado especial para as pessoas com deficiência. Muitos conseguem achar no esporte, uma maneira para reabilitar seu corpo além de uma forma de socialização, e até absorver o pensamento competitivo como maneira de enfrentar a vida cheia de adversidades. Além disso, o Brasil possui excelentes atletas, sendo uma das maiores potencias esportivas do mundo, colecionando medalhas e títulos nos diversos campeonatos internacionais que participa.

Para mostrar a força do paradesporto na Reatech 2019, nada melhor do que conhecer isso na prática. Então no local é montado quadras, onde são feitas demonstrações de diversas modalidades. Não só para ver, mas também para participar, então há oportunidade para os visitantes também experimentarem os jogos, conhecer as regras e utilizar os equipamentos.

Entre os diversos esportes mostrados, houve o Campeonato de Basquete sobre Rodas, Vôlei de Deficientes Auditivos, BMX Amputado, Parabadminton, Rúgbi em Cadeira de Rodas e o RadCross, que é uma modalidade parecida com o Bike Trial, com a diferença de ser com cadeiras de rodas.

Pequenas empresas

Diversas empresas de pequeno e médio porte também participam como expositores. São de grande importância para o segmento, pois tem força criar produtos e prestar serviços específicos, mas que são de grande importância. Entre elas, também estão associações e ongs, importantes para reunir pessoas com interesses comuns e mostrar à sociedade suas reais necessidades e soluções.

Para conhecer melhor a proporção da feira, além de todos os seus expositores, a localização e o tamanhos de seus estandes, veja a planta Reatech 2019

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This