Stephen Wampler – Uma escalada para a liberdade

por | 15 dez, 2010 | Esporte e Aventura adaptada, Inclusão | 0 Comentários

Depois de puxar a si mesmo 20.000 vezes com as mãos durante seis dias, Stephen Wampler terminou a subida da sua vida, quando ele chegou ao topo do El Capitan, no Yosemite National Park. “Foram seis dias de verdadeira tortura, e eu diria inspiradora também”, Wampler disse.

Inspiradora não só para Wampler mas para as crianças com deficiência em todo o mundo. Wampler, nasceu com paralisia cerebral e, geralmente, em cadeira de rodas, se tornou a primeira pessoa com deficiência a chegar ao topo do El Capitan. Com a ajuda de dois amigos e uma cadeira exclusivamente criada para escalada, Wampler puxou-se até para o alto da montanha 10 a 15 centímetros de cada vez. Foi um desafio muito alto. A montanha é duas vezes mais elevada do que o edifício do Empire State.

“A pura exaustão de seis a oito horas de constante puxadas após puxadas e o brilho e o calor do sol”, Wampler disse. “Toda a aventura foi simplesmente inacreditável”. Wampler treinou durante um ano, aprendendo a usar um sistema de cordas para escalada. Wampler não aprendeu somente escalar, ele passou o ano vencendo o medo das alturas – ou assim pensou.

“Eu pensava que eu podia alcançá-lo, mas quando eu estava a meio caminho, estava meio que recuando e eu tive que lidar com isso, porque quando você está no meio…é mais fácil subir do que descer”, disse Wampler. O tempo todo que Wampler estava escalando, sua esposa e seus dois filhos estavam acampados na base da montanha em uma ponte.

“Foi a semana mais dura da minha vida”, disse Elizabeth Wampler. “Eu estava atrás dele 100 por cento, mas eu estava com medo. Tanto assim, que quando ele chegou ao topo, eu desmaiei, fiquei aliviada”. A subida foi certamente um desafio, mas a aventura não é novidade para Wampler e sua família.

O desejo de Wampler para a aventura começou quando ele era um jovem garoto. Seus pais o colocaram em um acampamento de verão quando ele tinha nove anos. “Ir ao acampamento como um garoto abriu muitas portas para mim, e foi quando eu experimentei a verdadeira aventura da natureza”, Wampler disse em um vídeo em seu website.

Wampler participou dos acampamentos por nove verões. Ele disse que levou a confiança que o acampamento lhe deu por toda a sua vida. Depois do acampamento, ele entrou para a faculdade, começou um negócio e se apaixonou por Elizabeth. “Quando eu o conheci, no começo eu pensei, aposto que ele está tendo uma vida muito difícil. Ele quebrou meu coração. Achei que as pessoas fossem provavelmente um significado para ele, pensei que ele estava triste a cada dia, eu pensei que ele estava sozinho todos os dias – e eu rapidamente aprendi que nada poderia estar mais longe da verdade”, disse Elizabeth Wampler disse em um vídeo em seu site.

Quando Wampler descobriu que o seu querido campo de infância tinha fechado, ele entrou em ação. Elizabeth e Stephen formaram o Camp WAMP em 2004. WAMP oferece programas de aventura em montanhas para usuários de cadeira de rodas.

Fonte: abc news

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Primeiro Síndrome de Down a escalar o pico do Grand Teton - […] Andrew, que mora com eles em Reno, Nevada, em suas atividades diárias, como longas caminhadas, escalada esportiva, natação e…

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This