Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos. Filme.

por | 28 jan, 2019 | Lazer e cultura acessível | 2 Comentários

Teu Mundo não Cabe nos Meus Olhos é um roteiro original de Paulo Nascimento. “Original, em termos”, ele esclarece. “Minha sócia na Accorde (Marilaine Castro da Costa) está fazendo um mestrado sobre acessibilidade em Portugal. Começou a me contar histórias incríveis desse universo dos cegos. Você sabia que muitos que recuperam a visão não se adaptam e querem fazer cirurgia de reversão?” Foi assim que começou a surgir a história de uma família – não muito diferente das outras.

Vitório (Edson Celulari) vive no bairro do Bixiga, São Paulo como dono da pizzaria herdada por seu pai, e é considerado famoso por oferecer a melhor pizza do bairro. Depois de superar todos os problemas que a cegueira trouxe para ele desde a infância, ele começa a enxerga novos conflitos que ela traz após Clarice (Soledad Villamil) sugerir uma cirurgia de visão para recuperação parcial.

“Muitos cegos, depois de uma idade, começam a ganhar peso, então engordei 15kg para viver esse personagem. Aprendi a fazer pizza de olho aberto, fazer pizza de olho fechado, e pesquisei muito sobre a realidade deles. Vivi na casa de pessoas cegas, passei muito tempo com eles, além de ter um trabalho de coaching. Acho que contamos a história com a emoção certa.”, Edson Celulari comentando a preparação para o papel.

Celulari preparou-se para seu cego com Sérgio Penna. “Vi muito filme de cego e a maioria dos atores, como o Al Pacino em Perfume de Mulher, fixa um ponto no infinito, para dar a impressão de vazio”, diz o diretor. “O Edson criou um olho bobo, e o efeito é muito interessante, perturbador.” O ator usa uma venda que tapa metade do rosto. “Ver com um só olho é difícil. Altera a noção de profundidade. Estou meio bambo”, confessa.

Para executar suas falas no filme, a atriz Soledad Villamil teve que aprender português, fazendo ensaios durantes três meses, além de aulas via Skype de um professor de idiomas e especialista em fonoaudiologia.

O filme foi produzido em 2016, mas pode ser visto em sites de filmes, atualmente disponível no Telecine Play.

Compartilhe

Use os ícones flutuantes na borda lateral esquerda desta página

Envolva-se em nosso conteúdo, seus comentários são bem-vindos!

7

2 Comentários

  1. Giovana da Silva Guerdão

    Interessante não tinha ouvido falar, deve ser um filme bom!!

    Responder
    • Ricardo Shimosakai

      Se puder, assista!

      Responder

Deixe uma resposta

banner lateral acervo digital acessibilidade e inclusao no turismo
Booking.com
Book Hostels Online Now

Siga-me no Twitter

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This
%d blogueiros gostam disto: