Quase todas companhias de cruzeiro oferecem acessibilidade em suas embarcações, seja com a oferta de equipamentos como cadeiras de rodas, kits para portadores de necessidades especiais ou através de ambientes preparados para receber esses passageiros. A revista virtual Cruise Critic, uma das mais importantes dedicadas ao mercado de cruzeiros, elegeu as sete melhores companhias e seus principais navios para hóspedes com necessidades especiais. Confira.

Classes Quantum, Freedom, Oasis, Radiance e Vision da Royal Caribbean International
Além de ter navios grandes que facilitam o deslocamento dos hóspedes cadeirantes, as embarcações da Royal Caribbean oferecem outras vantagens para portadores de necessidades especiais. Para a Cruise Critic os navios da empresa que melhor recebem esse público são os das classes Freedom, Oasis, Radiance e Vision, e futuramente da Quantum, mas todas as embarcações da companhia dispõem de acessibilidade. Há cabines acessíveis, piscina e hidro com acesso, interpretes de linguagem de sinais em algumas viagens, kits nos quartos, equipamentos para audição, televisões com closed-caption e menus em braile. O Quantum of the Seas, que será inaugurado em novembro, também contará com ambientes acessíveis.

Classes Solstice e Millennium, da Celebrity Cruises
Com foco em ofertar excursões com acessibilidade, a Celebrity Cruises garante amenidades especiais para passeios nos portos. Usuários de cadeiras de roda têm acesso a todos os portos, mesmo nos quais é necessário desembarcar com a ajuda de pequenas barcos, algo que nem todas as companhias oferecem. A empresa oferece um bom serviço para cadeirantes, excursões mais baratas do que o usual para pessoas com necessidades especiais, a maior parte dos banheiros públicos são automáticos ou possuem controles com uso de botões. O site da empresa fornece informações completas como, por exemplo, quais cabines possuem acessibilidade para canhotos ou destros.

Classes Dream e Magic, da Disney Cruise Line
Como uma das companhias líderes em cruzeiros para famílias, a Disney Cruise Line investe em acessibilidade para crianças. Sua filosofia de que toda criança deve ter direito de participar dos programas infantis a bordo faz com que ofereçam conselheiros com experiência em trabalhar com necessidades especiais, que incluem autismo. As embarcações da companhia oferecem quartos para famílias com portadores de necessidades especiais, os teatros a bordo possuem lugares para pessoas com cadeiras de rodas e aparelhos para pessoas com dificuldades de audição. Até cartões de bingo em braile são ofertados. Para as paradas na ilha da empresa, a Castaway Cay, são usadas cadeiras de roda especiais para andar na areia da praia.

Vista Class, na Holland America Line
Tipicamente uma empresa que recebe muitos hóspedes com idades mais avançadas, a Holland America está acostumada a ter passageiros com problemas de mobilidade e acessibilidade. Os navios da classe Vista oferecem cabines acessíveis e é possível solicitar equipamentos adicionais como acentos de toilet elevados, chuveiros de mão e outros. Para acesso a portos os barcos da companhia são únicos e tornam mais fácil o embarque e desembarque de pessoas com problemas de mobilidade.

Classe Grand, da Princess Cruises
O primeiro programa de acessibilidade da Princess Cruises foi em 1992. A empresa foi a primeira a contratar um gerente de acessibilidade, 10 anos depois. Atualmente, a frota da companhia oferece mais de 350 cabines para cadeirantes e vários itens para portadores de necessidades especiais. Na maioria dos seus navios há mecanismo para facilitar o embarque e desembarque. A empresa faz contatos com os locais onde os navios aportam para tentar facilitar a acessibilidade, como em St. Thomas, no Caribe, onde a empresa trabalha junto a autoridades locais. No Alasca a empresa também possui equipamentos customizados para portadores de necessidades especiais. Pessoas com problemas de visão encontram botões em braile nos elevadores e sinais sonoros.

Navios Mariner, Voyager e Navigator, da Regent Seven Seas
Navios de luxo, as embarcações da Regent Seven Seas oferecem suítes acessíveis próximas ao átrio. Essas suítes possuem portas mais largas, rampas de acesso, área de banho larga com acentos e barras para apoio e a empresa ainda determina um membro do staff para cada hóspede com necessidades especiais para garantir que terão atenção em caso de emergência.

Classes Jewel, Dawn, Breakaway e o Epic, da Norwegian Cruise Line
A companhia pede que os hóspedes informem com antecedência suas necessidades para garantir que a equipe a bordo esteja disponível para ajudar, o que inclui um oficial de acessibilidade. Algumas acomodações, assim como muitas áreas públicas, contam com portas de correr, os banheiros são espaçosos e têm espaço para cadeira de banho. A maioria dos navios oferece indicadores em braile nos elevadores e números de quartos. Kits são disponibilizados para hóspedes com problemas de visão e audição.

Fonte: Terra

Pin It on Pinterest

Shares
Share This